| Telecinesia |

 

[ Retornar ]

 

 

 Telecinesia. De tele= ao longe; kinesis= movimento. Consiste em utilizar a telergia para mover objetos "à distância", isto é, sem contato normal. Experiências de Laboratório. 0 primeiro dotado em telecinesia que foi estudado cientificamente foi Angélique Cottin, moça de catorze anos. Começou com telecinesias, no dia 15 de janeiro de 1846, "assombrando" a casa onde vivia; uma mesa próxima a ela começou a se agitar sem causa aparente; um pesado cortiço e os mais variados objetos realizavam os movimentos mais inverossímeis. 0 Dr. Tanchou, depois de estudar o fenômeno, declarou autênticas as telecinesias, sem poder apresentar, contudo, explicação alguma.

 A academia de ciências do Paris nomeou uma comissão que declarou que as experiências com a menina deviam ser consideradas nulas, e tudo porque a menina não tinha realizado diante deles nenhuma telecinesia. Estamos cansados de repetir à saciedade que os fenômenos parapsicológicos são espontâneos e que não podem efetuar-se à vontade. Negaremos por isso a autenticidade do fenômeno? Mais tarde o Dr. J. E. Mirville, analisando os argumentos em prol e em contra manifestou-se decididamente a favor da telecinesia real no caso de Angelique Cottin.

 0 mais importante dotado da história foi Daniel Dunglas Home. Com este dotado, as primeiras experiências realizaram entre 1867 e 1868, dirigidas pelo Visconde Adare, na sua residência particular. Em certa ocasião uma mesa ficou suspensa, a quase meio metro de altura, durante bastante tempo, facilitando a observação. Em outra oportunidade esta mesma mesa foi pousar sobre outra cheia de objetos. Em outras ocasiões se levantou a sessenta centímetros, deteve-se elevando-se até chegar à altura de 1,52 metros. Home realizava as experiências em plena luz. Home, no fim da vida, foi estudado pelo grande físico-químico, pesquisador dos raios catódicos, William Crookes e pela Sociedade Dialética de Londres que confirmaram o fato inegável de que alguma vez Home movia objetos sem contato normal.

 Outra grande dotada foi Eusápia Palladino, apanhada várias vezes em truque, mas todos os pesquisadores sem exceção, terminaram por reconhecer que também, muitas vezes, fazia telecinesias autênticas. Tal ponto que Howard Turston, considerado o melhor mágico da sua época, ficou convencido, depois de estudá-las e ofereceu uma soma de mil dólares a uma instituição de caridade se algum fosse capaz de demonstrar que Eusápia Palladino não era capaz de levantar uma mesa sem o recurso de algum truque. Diversos aparelhos para medir movimentos ou pressões, situados longe do médium, faziam registros diretos das sessões. Estas costumavam efetuar-se com freqüência no laboratório do Instituto Geral de Psicologia de Paris ou no Laboratório de Psiquiatria da Universidade de Turim. Geralmente Eusápia avisava no momento em que pressentia que se iam produzir as telecinesias. Não havia surpresa, a atenção dos pesquisadores se multiplicava incentivando-se uns aos outros a tomar as precauções para evitar qualquer fraude.

 

 Os irmãos Scneider, Willy e Rudy, a Srta. Gollinger, Pasquale Erto, a menina Florrie, Guzik, etc. Entram dentro do número dos melhores dotados nesse tipo de fenômeno. O último, Guzik realizou trinta sessões em 1922 e cinqüenta em 1923. Os pesquisadores foram selecionados entre os melhores. Passavam de oitenta, e entre eles, trinta e cinco eram especialistas. Após longos anos de estudo nesta matéria, homens de ciência, de reconhecidos méritos, assinaram um documento famoso que a não ser pelos preconceitos, deveria ter valido como definitivo em favor da telecinesia.

 Casos espontâneos semelhantes, são relativamente freqüentes. A telecinesia é realizada pela telergia. A força que movimenta os objetos é material, física, com peso, massa e estrutura. Em maior ou menor grau, mais ou menos densa, mais ou menos perceptível; mas sempre material. A telecinesia realiza-se sempre nas proximidades do dotado; a distancia dificilmente supera os dez metros e este fato é raro. Estando sempre os efeitos em proporção com a quantidade de e a natureza dos obstáculos interpostos entre o dotado e o objeto.

 0 mais freqüente é que a força motora não seja visível (telergia); algumas vezes o é (ectoplasma).. Mas quando invisível, pode se descobrir sua presença graças às suas qualidades materiais, por exemplo, feixes de raios infra-vermelhos são absorvidos.. ou desviados pela telergia, como nas experiências do Dr. Osty. Sua identidade é verificável. Price construiu um aparelho ao qual chamou telecinescópio. Tratava-se essencialmente, de um contato elétrico para fazer soar uma campainha, encerrado dentro de um recipiente fechado salvo na direção da possível influência telérgica do dotado. Dentro deste recipiente havia outros dispositivos especiais para descobrir se a força física entrava no interior. A campainha soava insistentemente no transcurso de algumas experiências e os outros dispositivos detectavam que algo físico tinha penetrado no aparelho.

 Concluindo, podemos dizer que a telecinesia é o nome técnico que se tem dado à telergia quando esta movimenta objetos.

Revista de Parapsicologia número 14, elaborada pelo CLAP

 

______________

Copyright 2003 - Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL

http://www.divinoespiritosanto.cjb.net