|Via-Sacra Encenada|

Juventude paroquial

Abril de 2004

Voltar ao início

(Clique sobre as miniaturas para poder aumentá-las)

 

Bastidores dos preparativos para Via-sacra Preparativos para Via-sacra   Preparativos para Via-sacra
  Preparativos para Via-sacra   Preparativos para Via-sacra   Preparativos para Via-sacra
Edvânia, clone de Fátima Bernardes   Edvânia, clone de Fátima Bernardes Neuza
Jesus é levado pelos sumo sacerdotes até Pilatos Pilatos julga Jesus Debate entre Pilatos, sumo sacerdotes e multidão dos judeus
Primeira Eatação: Jesus é condenado à morte por Pôncio Pilatos Segunda Estação Jesus carrega a cruz
  Com a cruz às costas, Jesus caminha ao Calvário    Com a cruz às costas, Jesus caminha ao Calvário Terceira Estação
Jesus cai pela primeira vez Sob o peso da Cruz, Jesus cai   Todos presenciam o sofrimento do Cristo
A multidão que acompanha a via-sacra   A multidão que acompanha a via-sacra   A multidão que acompanha a via-sacra
  A multidão que acompanha a via-sacra Quarta Estação   Quarta Estação
  Jesus encontra-se com sua mãe, Maria, no caminho do Calvário.   Maria, a mulher cuja alma foi transpassada pela espada da dor.   Coro da juventude, dando animação 'a via-sacra
Quinta Estação   Simão, de Cirene, ajuda a carregar a cruz   Cristo, sofre com isultos, cusparadas, socos e toda ingratidão.
  E leva, sob o peso dos nossos pecados, a cruz, agora via de salvação. Com ele foram crucificados também dois ladrões.    Com ele foram crucificados também dois ladrões. 
  E o povo que seguia Jesus, aumentava-lhe ainda mais o sofrimento.   A multidão dos paroquianos, revidendo, fazendo memória.   Sexta Esatção: Verônica enxuga o rosto de Jesus
  E Verônica compadece-se do Senhor.   E rosto de Cristo fica decalcado sobre o pano.   Sétima Estação
  Cristo cai pelo segunda vez, sob o peso de nossas faltas   Oitava Estação: Jesus consola as mulheres de Jerusalém   Monsenhor Pedro, à frente da Via-sacra
  E todos cantam e rezam numa só voz. Nona Esatção   Jesus cai pela terceira vez
  Os judeus acompanhavam cada momento da dor do Senhor   E não poupavam insultos, violência, ingratidão.   Décima Estação
  Jesus é despojado de suas vestes   Mais uma vez humilhado,  Jesus tem suas vestes arrancadas Cristo chega ao Calvário.
Cristo chega ao Calvário.   Os soldados romanos também não poupam agressões e insultos.   Oferecem-lhe vinagre com mirra, mas Cristo não bebe.
  Jesus chega ao seu destino final   Décima primeira Estação   Jesus é pregado à cruz
  E com ele dois ladrões   "Pai, perdoai-lhes, pois não sabem o que fazem"   Maria e João aos pés de Jesus: "Mulher eis aí o teu Filho"
  "Se és o Filho de Deus, salva-te a ti mesmo e a nós"   "Senhor, lembra-te de mim quando entrardes em teu reino" "Eli, Eli, lamà sabactáni"
"E junto a cruz, de pé, estava sua mãe" Décina segunda Estação: Jesus morre na Cruz. "Tudo está consumado!". "Pai, em tuas mãos eu entrego o meu espírito!"   O soldado romano fere o lado direito de Jesus, para certificar-se de sua morte. Neste momento jorra sangue e água.
  A dor da mãe do Salvador, carne de sua carne, sangue de seu sangue.   A terra se entremece, o véu do templo de rasga ao meio. "Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus"   Décima terceira Estação: Jesus é descido da cruz. Maria o recebe em seus braços.
  Décima quarta estação: Jesus é sepultado   Décima quinta estação: Jesus Ressuscita dentre os mortos.   A multidão assiste o final glorioso do mistério de nossa Salvação
  A multidão, feliz da vida, volta pra casa meditando sobre a paixão, morte e ressurreição do Senhor   A multidão, feliz da vida, volta pra casa meditando sobre a paixão, morte e ressurreição do Senhor   Karina, André e Poliana: alegria, alegria, pois Cristo Ressuscitou!
   
  André e Poliana

______________

Copyright © 2004 - Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL

www.divinoespiritosanto.cjb.net