| O batismo de Jesus |

Página Inicial

19/01/03

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *

     

            O texto de Marcos (1.7-11), que fala sobre o batismo de Jesus é de uma riqueza extraordinária. Vale a pena uma reflexão, por breve que seja. Sobre a questão do sentido e valor do batismo de João e o de Jesus, o próprio Batista nos dá a solução. Ele batiza com água apenas, Jesus batizará no Espírito Santo, ou seja, seu batismo é um sinal de arrependimento e de desejo de mudança de vida, enquanto que o batismo cristão é um sacramento de vida, pelo qual se recebe a própria vida de Deus, o Espírito Santo, que nos faz filhos de Deus, irmãos de Jesus, co-herdeiros do céu.
            O texto evangélico nos diz que Jesus foi batizado (outra tradução melhor: fez-se batizar) por João. Batizar, na sua semântica inicial, significava mergulhar, imergir e até afogar-se. A partir de João o verbo é tomado no sentido religioso, no sentido de morrer nas águas para o pecado, para o mal. Assim, Paulo poderá nos dizer que o batismo é uma morte em Cristo para o pecado. (Rm 6.3)
            Quem mergulha na água, sai molhado e deve sair mais limpo. Marcos nos diz que, quando Jesus saía das águas, o Pai declarou sua filiação divina e o Espírito Santo pousou sobre ele. Isto nos lembra que Jesus morreu na sexta-feira santa, mas saiu da morte no domingo. Pelo batismo, nós morremos em Cristo, para ressuscitar com ele. Ao sair do batismo, estamos lavados de todos os pecados e, purificados, renascemos para uma vida nova. Por isso, Jesus disse a Nicodemos que o batismo é um renascer pela água e pelo Espírito. Batismo é morte e vida; é a dialética do evento pascal no seu momento inicial.
            A forma de pomba com que desce o Espírito Santo sobre Jesus recorda a pombinha que Noé soltou da arca. Ela nos diz que, pelo batismo começa um novo céu e uma nova terra, onde deve reinar a paz e a adoração fiel ao Deus, que é Senhor do mundo.
            O batismo é um sacramento tão profundo que, além de necessário, é o fundamento do cristão, nova criatura, que, divinizado, começa sua marcha para a casa do Pai. A propósito, você sabe o dia do seu batismo?


* É DOUTOR EM TEOLOGIA E VIGÁRIO-GERAL

Copyright  2003 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL