| O CASAMENTO DO PRÍNCIPE |

Página Inicial

17/05/04

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *

       

Há poucos dias, vi, pela TV, as cerimônias do casamento do príncipe Henrique, da casa real da Dinamarca, com uma plebéia australiana. Tudo muito suntuoso, muito bem organizado e muito bonito. Parecia até que se estava lendo um romance medieval. Observei, com cuidado, todos os detalhes. Os “reais” do mundo inteiro, vieram com todas as pompas possíveis e imaginárias. A igreja estava revestida, revestida mesmo, de flores muito belas. Os cavalos usados na carruagem e também pelos soldados e cavaleiros eram de raça pura, elegantes e guapos. O vestido da noiva tinha uma cauda de vários metros. Tudo, volto a dizer, era elegante, rico, bonito.

            Uma cerimônia como essa, num tempo como o nosso, é uma material precioso para uma meditação bem séria e profunda. E de tanto pensar, a cabeça fica cheia de perguntas e de dúvidas. Com efeito, será que tudo aquilo foi realidade interior, ou só fantasia, ou seja, será que tudo vai perdurar?  Lembrei-me, então, do casamento da princesa Diana. Será que é válido num mundo de hoje, no qual grande parte da população está morrendo de fome, celebrar-se um casamento com tantos gastos?  Será?... será?...ó meu Deus, quantas perguntas, das quais podem até ser eivadas de inveja ou frustração!

            Durante toda a cerimônia, eu pensei no valor das coisas e da vida. Pensei nas palavras de Jesus:”Se alguém quer me seguir, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”. (Mt 8,34) Pensei na velocidade e na vaidade das coisas deste mundo, pois tudo passa e a eternidade se aproxima. Pensei nos santos, que tiveram a coragem de deixar tudo e levar uma vida dura, mortificada e isto por amor. Coloquei tudo em uma balança e fiquei pensando sobre o que realmente vale nesta vida passageira, pois cada qual receberá, no juízo perante o Senhor, segundo as suas obras realizadas neste mundo.

            O casamento do príncipe realmente deu muito que pensar.


* É DOUTOR EM TEOLOGIA E VIGÁRIO-GERAL

Copyright  2004 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL