| Semana Santa |

Página Inicial

13/04/03

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *

          Afinal chegou a grande semana. Afinal, entramos na semana especial, em que vamos comemorar a Páscoa. Afinal, chegou o tempo precioso. Chegou a hora de despertamos definitivamente da nossa indolência ou até mesmo da nossa reclusão quaresmal, porque se aproxima a hora de voltarmos a cantar, com toda a alegria do coração, o aleluia da Ressurreição.
          Estamos quase ao término da Quaresma, pois ela chegará ao fim na próxima Quinta-feira santa. São quarenta dias de um convite todo especial para a conversão, para a mudança de vida, para um compromisso sincero e profundo com nossa fé, com nossa Igreja, com o nosso Deus. Quarenta dias que chegam ao fim no meio desta Semana Santa, e que nos pediram uma boa confissão; um propósito sério de caminhar nas pegadas de Jesus, o Mestre e Modelo.
          Agora, com a Semana Santa, estamos entrando na fase final do período quaresmal e, ao mesmo tempo, vamos entrar no tríduo pascal. Assim, a Semana Santa não é tempo de tristeza, de derrota, mas é um kairós, dado-nos em plena caminhada pela vida, para mergulhar na morte de Cristo e com ele ressuscitar para uma vida nova.
          A essas alturas, já devemos estar renovados pelo jejum, pela esmola e pela oração. Agora, na Semana Santa, vamos colher os frutos da Quaresma e vamos, com alegria renovada e com o espírito purificado, viver o mistério central da nossa fé: a Páscoa.
          Mas, se não é tempo de tristeza, a Semana Santa é toda especial e é como que um grito da liturgia católica, para que nós paremos, reflitamos e aprofundemos o sentido da nossa marcha por esta vale de lágrimas; é um tempo especial para que olhemos ao nosso derredor e vejamos o que podemos e devemos fazer para melhorar este mundo, fazendo-o conhecer mais e melhor a Jesus Cristo e seu mistério de vida.
          Sigamos a liturgia da Igreja; vivamo-la a cada passo e, certamente, teremos uma oportunidade de ouro para o desenvolvimento do processo da nossa transfiguração em Cristo Jesus.

* É DOUTOR EM TEOLOGIA E VIGÁRIO-GERAL

Copyright  2003 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL