| Vocação |

Página Inicial

11/08/02

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *


     A palavra vocação vem do termo latino “vocatio”, que, por sua vez, vem do verbo “vocare”, que significa chamar. Portanto, vocação é um chamado.
     Usamos, o linguajar eclesial, a palavra vocação para indicar qualquer chamado de Deus para o homem. Assim, o vir a existir é uma vocação, é o primeiro chamado divino, ou seja, é a convocação para que o homem seja, exista, viva. O segundo chamado divino geral ao homem é a convocação, para que ele seja cristão. Criado na natureza humana, é chamado a viver participando da natureza divina, ou seja, inserido no mundo sobrenatural. O terceiro chamado geral ao homem é a sua vocação à santidade. Todos, sem exceção, somos chamados a ser santos. Santo no sentido mais exato e mais profundo da palavra: filhos irreprocháveis de Deus.
     Após os chamados gerais, cada homem tem uma vocação específica. Ninguém é jogado no mundo, como uma folha seca, que se desprende da árvore e sai voando, levada pelo vento, até cair no chão e ser pisado pelos viandantes. Deus também não faz ninguém por xerox. Cada pessoa é um ser original; Deus o ama desde toda a eternidade e lhe escolhe uma missão. É para o cumprimento dessa missão que nasce a vocação. Cada pessoa, pois, tem um chamado especial de Deus para realizar sua missão. Assim, um é convocado para o sacerdócio consagrado; outro para a vida matrimonial. Uma jovem é chamada para a vida religiosa, enquanto outra realiza sua missão no mundo vivendo o protagonismo do leigo.
     Neste mês das vocações, nunca é demais lembrar aqueles que são chamados ao sacerdócio ministerial. Temos muitos jovens no nosso Seminário Provincial, mas a messe é grande e os operários ainda são demasiadamente poucos.
     (*) É VIGÁRIO-GERAL E DOUTOR EM TEOLOGIA

Copyright  2002 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL