| UMA CHAMADA DE ATENÇÃO |

Página Inicial

11/05/04

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *

       

A Congregação para o Culto divino e a disciplina dos Sacramentos acaba de mandar para o mundo inteiro uma oportuna “Instrução”.  Uma “Instrução” sobre a Eucaristia e, mui particularmente, sobre a celebração da Santa Missa.

            A “Instrução” tem  um Proêmio, oito capítulos e uma conclusão. Ela é toda documentada e a cada texto há uma citação a ser conferida ou anotada. As normas e prescrições não são apenas escritas e transcritas, mas vêm sempre acompanhadas de uma explicação teológica ou espiritual. Não é, pois, apenas uma lista de leis, mas um verdadeiro estudo sobre como se deve tratar a celebração eucarística.

            Seu título “Redemptionis Sacramentum” (Sacramento da Redenção) é seguido de um subtítulo: “Sobre algumas coisas que se devem observar e evitar a cerca da Santíssima Eucaristia”. Esta advertência deixa claro qual é a intenção da “Instrução”, a saber, apontar erros, exageros e até aberrações que estão sendo cometidas durante a celebração da santa Missa e, ao mesmo tempo, lembrar “algumas coisas”, que devem ser observadas e que não podem ser relaxadas.

            Evidentemente, a “Instrução” não surgiu do nada, nem muito menos da imaginação dos monsenhores romanos. Nos últimos tempos, a Santa Sé, mediante o próprio Papa ou alguns de seus Órgãos têm falado a respeito da Eucaristia, sempre mostrando a sua importância, a sua dignidade e o respeito que devemos ter para com ela. Tenha-se em conta a bela encíclica do Papa João Paulo II, “Ecclesia de Eucharistia”. Parece, porém, que muitos abusos e certos esquecimentos continuaram acontecendo, por isso apareceu esta “Instrução” que, como tudo indica, é uma verdadeira chamada de atenção. Voltarei ao assunto.


* É DOUTOR EM TEOLOGIA E VIGÁRIO-GERAL

Copyright  2004 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL