| Notícias da Igreja - abril/março de 2003 |

Página Inicial

06/05/03

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *

        Beatificação de seis Servos de Deus

        Dia 27 de abril, II Domingo da Páscoa, “da divina Misericórdia”, às 10h, o papa João Paulo II celebrou a Eucaristia na Basílica Vaticana e proclamou Bem-Aventurados os Servos de Deus: Tiago Alberione (1884-1971), presbitero, fundador da Família Paulina; Marco D´Aviano (1631-1699), presbítero, da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; Maria Cristina Brando (1856-1906), virgem, fundadora da Congregação das Irmãs Vítimas Expiadoras de Jesus Sacramentado; Eugênia Ravasco (1845-1900), virgem, fundadora da Congregação das Filhas dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria; Maria Domingas Mantovani (1862-1934), virgem, co-fundadora do Instituto Pequenas Irmãs da Sagrada Família; Giulia Salzano (1846-1929), virgem, co-fundadora da Congregação das Irmãs Catequistas do Sagrado Coração. A Rede Vida de Televisão transmitiu para o Brasil esta cerimônia, às 5h.

        Lançamento da Ecclesia de Eucharistia

        A carta encíclica Ecclesia de Eucharistia, foi lançada no dia 17 de abril de 2003, quinta-feira santa. É a décima quarta Carta encíclica do Papa João Paulo II. Propõe uma profunda reflexão sobre o Mistério eucarístico na sua relação com a Igreja. Leia o comentário desta nova Encíclica de João Paulo II nos artigos do Monsenhor Pedro Teixeira Cavalcante, neste Jornal, ou a íntegra desta encíclica, em português, versão oficial do Vaticano: www. vatican.va.

        Papa recebe carta do presidente Lula

        O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Luiz Nunes Amorim, entregou ao papa João Paulo II, no dia 31 de março, uma carta do presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva. Na carta, Lula manifesta o reconhecimento e apreço do povo brasileiro pela atuação do papa em favor da paz. “Concordamos em que as ameaças representadas pela proliferação de armas de destruição em massa e pelo terrorismo devem ser enfrentadas no marco do Direito Internacional e da carta das Nações Unidas”, afirma o presidente, que também coloca-se à disposição para qualquer iniciativa que restabeleça a paz. Para Lula, não se pode permanecer indiferente ante uma crise que, como disse João Paulo II, ameaça toda a humanidade.

        Encíclica sobre a Eucaristia

         João Paulo II assinará a Encíclica sobre a Eucaristia durante a Missa da Ceia do Senhor, na Quinta-feira santa. O documento tem como eixo principal “o intrínseco valor e a importância para a Igreja do Sacramento deixado por Jesus como memória viva de sua morte e ressurreição”. João Paulo II entregará a Encíclica aos sacerdotes no lugar da Carta que lhes dirige normalmente nas quintas-feiras santas. Veja esta encílcia clicando aqui.

        Comissões de comunicação reúnem-se no México

        Dom John P. Foley, presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, encontra-se em Monterrey (México) onde, nos próximos dias, reúnem-se diversos grupos de especialistas em comunicação da Igreja. O primeiro discurso do arcebispo foi dirigido aos participantes do Encontro Continental da RIIAL, a Rede de Informática da Igreja na América Latina, que teve início dia 31 de março. No sábado, 5 de abril, dom Foley fala no Encontro das Comissões de Comunicação Social das Conferências Episcopais da América e no domingo, 6 de abril, pronuncia uma homilia na missa de encerramento com os participantes do encontro.

        Papa proclamou cinco novos bem-aventurados

                O papa João Paulo II beatificou no domingo, dia 23, em cerimônia realizada na praça de São Pedro no Vaticano, cinco novos beatos: as religiosas María Dolores Rodríguez Sopeña ( 1848 – 1918), fundadora do Instituto Dolores Sopeña; Juana María Condesa Lluch (1862-1916), fundadora da Congregação das Escravas de Maria Imaculada; a missionária suíça María Caridad Brades (1860-1943), que exerceu sua missão na América Latina; o leigo Laszlo Batthyany Strattman (1862-1916), conhecido como o “médico dos pobres” e o sacerdote francês Pierre Bonhomme (1803-1861), fundador da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Calvário.

        Assembléia Plenária da Comissão Pontifícia para América Latina

        A Comissão Pontifícia para América Latina encontra-se reunida, em Assembléia Plenária, de 24 a 27 de março, no Vaticano. O encontro teve início com a apresentação do substituto da Secretaria de Estado do Vaticano, dom Leonardo Sandri, que falou sobre as orientações do papa nos discursos dirigidos aos bispos latino-americanos durante as visitas “ad Limina”, realizadas nos últimos três anos. A nova evangelização na América Latina, no contexto da globalização mundial e o fenômeno das seitas também foram assuntos abordados pelos participantes e discutidos em uma mesa redonda e em outros momentos de diálogo. A abertura da Assembléia aconteceu com uma celebração eucarística, realizada nas Grutas vaticanas e presidida pelo cardeal Giovanni Battista Re, prefeito da Congregação para os Bispos e presidente da Comissão Pontifícia para América Latina.

        Papa exige respeito ao direito internacional humanitário

        Em uma mensagem enviada aos capelães militares, reunidos em Roma, dias 25 e 26, o papa João Paulo II repudiou a guerra como meio para resolver o conflito e exigiu respeito ao direito humanitário nos conflitos armados. Os capelães participaram de um curso de formação sobre o direito humanitário, organizado pela Congregação para os Bispos e pelo Conselho Pontifício para a Justiça e a Paz. Estiveram presentes 41 capelães de todo o mundo. Na mensagem o papa recordou ainda as vítimas das destruições e do sofrimento provocados pelos conflitos armados, que “causam sempre uma grande preocupação e uma grande dor”.

* É DOUTOR EM TEOLOGIA E VIGÁRIO-GERAL

Copyright  2003 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL