| Recomeçar... |

Página Inicial

04/01/04

MONS. PEDRO TEIXEIRA CAVALCANTE *

      Ao chegar o ano novo, o pensamento que me vem de repente se concentra no verbo recomeçar. Recomeçar, isto é, continuar a vida com o mesmo entusiasmo, ou melhor, como mais entusiasmo ainda; continuar a vida com muita alegria, porque o Senhor nos deu mais uma oportunidade de viver e, conseqüentemente, de encetar novas realizações na caminhada da própria realização.
     Recomeçar significa também não olhar para trás. Quer dizer que vou começar de novo, não vivendo apenas o passado, mas com olhar fito num ideal digno de ser colimado, procurando concretizá-lo no presente. Recomeçar assim significa não desanimar, não entregar os pontos, não dizer basta. Recomeçar não é também mera continuação, pois quem recomeça verdadeiramente está sempre inovando, uma vez que o fervor cresce e com ele todas as faculdades espirituais do homem se desenvolvem.
     Recomeçar, pois, deve ser um propósito firme e decidido no começo deste novo ano. Recomeçar o que se parou; recomeçar o que é preciso continuar; recomeçar dando vida nova à própria vida.
     Porém para se recomeçar é preciso antes de tudo examinar o que se fez, o que tem, o que se pode e o que se quer. Examinar para fazer o balanço; examinar para se aquilatar o poder de que se dispõe; examinar para ver os erros cometidos a serem agora evitados; examinar para se descobrir novas pistas, as pistas novas do recomeço.
      Mas, é preciso nunca esquecer as palavras do Mestre: “Sem mim nada podeis fazer”. Eis por que para recomeçar no sentido positivo e alegre é preciso também se munir da força, da graça e da bênção de Deus. Ninguém vencerá se não for apoiado no poder do Altíssimo.
      Recomecemos, pois, continuando e continuando com novos métodos, com novo ardor, com nova visão, com muita confiança na graça d’Aquele que tudo pode e quer nos ver sempre mais felizes e mais alegres. 


* É DOUTOR EM TEOLOGIA E VIGÁRIO-GERAL

Copyright  2004 -  Paróquia Divino Espírito Santo - Maceió/AL